Entenda como a taxa Selic influencia os seus investimentos

gráfico de ações

Para que você consiga montar uma carteira de investimentos adequada, é importante entender como a taxa Selic influencia os seus investimentos. Afinal de contas, esse índice tem impacto direto em diversos outros, como IPCA e CDI. Portanto, os seus investimentos, em especial aqueles da renda fixa, são influenciados por essa taxa.

Mas afinal, do que se trata a Selic e como ela efetivamente impacta as suas aplicações financeiras? Bom, abaixo vamos explicar tudo, vem com a gente conferir agora mesmo!

O que é a taxa Selic?

A taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação de Custódia) é a taxa básica de juros do Brasil. Ela é utilizada pelo Governo como uma maneira de equilibrar os juros que são cobrados pelas instituições financeiras públicas ou privadas.

Então, matematicamente ela é alcançada através da média dos juros que os bancos do Brasil praticam e quem é responsável por fazer esse cálculo é o Comitê de Política Monetária (Copom) a cada 45 dias.

Como ela influencia seus investimentos?

É importante que você saiba como a Selic impacta os investimentos, assim é possível tomar decisões que sejam favoráveis para o seu portfólio e adequadas aos seus objetivos.

Afinal de contas, essa taxa tem influência muitas vezes direta nas aplicações financeiras e abaixo você vai entender como ela impacta os investimentos da renda fixa e variável.

Selic e a renda fixa

Sem sombra de dúvidas, os investimentos mais impactados pela Selic hoje são os de renda fixa, pois eles se utilizam dessa taxa para fazer o pagamento dos juros. Então, os títulos públicos, por exemplo, como o Tesouro Selic, usam a própria Selic para calcular o rendimento. Por sua vez, alguns títulos privados, como as Letras de Crédito Imobiliário (LCI), fazem uso do CDI, um índice que acompanha a Selic de perto também.

Logo, o funcionamento é bem simples: quanto maior for a taxa Selic, maior também são os juros que os investidores recebem na renda fixa.

Selic e a renda variável

Na renda variável, a Selic não tem uma influência muito direta, pois os investimentos desse tipo tendem a depender da performance do mercado e da empresa. Contudo, essa taxa é responsável por uma série de índices econômicos. Inclusive, é ela quem controla a inflação e assim tem impacto direto na economia do Brasil.

Como resultado, a demanda de produtos, lucro das empresas e até os preços dos imóveis podem ser influenciados por essa taxa. Dessa maneira, a queda da taxa Selic pode acabar desvalorizando os ativos, já que essa baixa mostra que existe uma tentativa de aquecer a economia do país.

No entanto, há outro lado da moeda. Quando a Selic está baixa, isso significa que a renda fixa não está pagando tão bem os investidores. Então, muitos são atraídos para a renda variável e o preço dos ativos pode aumentar.

O contrário também pode acontecer: a alta da Selic faz com que os investidores corram para a renda fixa e os ativos desvalorizem.

Atualmente, a taxa Selic se encontra alta. Logo, esse pode ser um excelente momento para você investir na renda fixa. No entanto, é sempre fundamental avaliar a sua carteira, buscando a diversificação para potencializar seus ganhos. Quer continuar por dentro das principais dicas financeiras? Então, confira em nosso blog o post que mostra os principais erros que um investidor iniciante deve evitar.

Compartilhe:

veja também: