Quero mudar de Carreira: Como Planejar minhas finanças para esse momento?

Homem pensativo

Quero Mudar de Carreira: Como Planejar Minhas Finanças Para Esse Momento?

Olá, mais um dia! Sou a Thais Suzarte e a partir deste mês estaremos juntos aqui no Economia Sem Mito. E taí uma coisa nova na minha vida: ser colunista de um blog. Será que de alguma forma estou me tornando escritora? Apesar de ser algo novo para mim, posso dizer que já conheço o caminho. Estou falando de mudanças na carreira que há mais de 10 anos me acompanham. E eu adoro!

Nesse momento você pode estar pensando: esse artigo então é pra mim! Sou eu querendo fazer mudanças na minha vida profissional e principalmente entender como isso pode refletir nas minhas finanças e investimentos.

Pois é, quero usar minha jornada de alguns erros e muitos acertos para te ajudar. Tudo que vivi durante esse processo de transição e os aprendizados desse período podem ser muito úteis para você. Inclusive nos últimos anos tive vários mentorados com perfis e sonhos distintos. E alguns passos são os que eu recomendo para todos:

  1. Entenda o real problema
  2. Entenda o que você quer. E mais importante ainda: o que você não quer mais!
  3. Entenda o que sucesso e realização significam pra você
  4. Elabore um plano de ação
  5. Coloque o plano em prática

E falando em planejamento, um pilar importantíssimo é o financeiro. Muitas pessoas gostariam de fazer algum movimento profissional mais kamikaze, “demitindo seu chefe” e parando de trabalhar no que não lhe faz feliz. Porém não conseguem colocar esse desejo em prática justamente porque não se sentem seguras financeiramente para arriscar e eventualmente começar do zero. Por isso indico a transição mais suave, onde você começa sua nova carreira em paralelo ao que você faz hoje e já domina.

E como qualquer mudança, o processo precisa ser respeitado. Vai ser difícil no início, você vai precisar desenvolver novas habilidades, vai errar, vai levar tempo… Você então precisa pensar ,hoje, em como financiar esse tempo de curva de aprendizado. É imprescindível poupar e investir o quanto antes para que você possa viabilizar esse sonho de forma mais tranquila. Além do mais óbvio que é você precisar de investimentos com a formação e aprendizado para desempenhar a nova carreira, é importante lembrar sobre a queda na sua renda. Você hoje é pleno ou sênior e tem 5, 10 ou 20 anos de mercado. Quando mudar, vai passar um tempo sem renda ou ganhar como júnior de novo. Só que seu padrão de vida é de pleno / sênior. Para a grande maioria das pessoas, vai ser necessário definir metas mais agressivas de poupança, além de reorganizar despesas mensais para “sobrar” mais no fim do mês e esse recurso possa ser utilizado durante a transição.

Minha sugestão é que você trace cenários para sua nova carreira e não conte com sua reserva de emergência. Se você já possui um patrimônio investido, pense em definir qual o tamanho da sua reserva de oportunidade. Falaremos mais sobre isso no próximo mês. Até lá!

Conheça o nosso Ebook: Como Conseguir a Tão Sonhada Independência Financeira e comece a mudar a sua situação atual!

Compartilhe:

veja também: